terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Português não é o meu forte.

(...), ao que eu respondo:

1 - sou casada.
(não funcionou)
2 - tenho namorado.
(não funcionou)
3 - sou casada e mãe de filhos.
(não funcionou)
4 - tenho namorado.
(não funcionou)
5 - quero casar-me de branco e ter uma dezena de filhos.
(não funcionou)
6 - tenho namorado.
(não funcionou)
7 - tenho namorado. pela quarta vez, tenho namorado.
(não funcionou)

Já não sei o que lhe dizer. Resta-me dar-lhe um tiro nos cornos.
Ou esperar que ele se atire para a linha do comboio.

6 comentários:

Observador disse...

Um tiro?
Só se a arma tiver silenciador.

:D

Anónimo disse...

Tenta algo como:

1- vou casando
2- tenho namorada
3- vou casando e sou filha da mãe (sem ofensa :D)
4- tenho namorada
5- não quero casar-me com um branco (depois disto o n.º de filhos é opcional)
6- tenho namorada
7- tenho namorada

É só uma questão de tempo até a circulação na linha de Sintra ser interrompida.

J.A.

Dança dos Dias disse...

Oh meu(minha) querido(a) anónimo(a) J.A., estou prestes a desmaiar de estupefacção! Como sabe tudo isso acerca de mim, como?

Oh que chatice! Se eu lhe dissesse que tenho namorada, o pobre diabo não me largava mais enquanto não conseguisse juntar-se à festa.

A linha de Sintra interrompida? Foda-se. Um suicídio não é razão para tanto. O pessoal gosta é de inventar greves para passar o dia a coçar a micose.

Sugiro que pondere essa questão em relação ao branco. Ou que leia melhor.

Anónimo disse...

Hum...confessa que o português não é o seu forte mas sugere-me que leia melhor...

Permita-me também uma sugestão, não leve o (meu) português tão a sério (começo a sentir-me como o elefante da sua loja de porcelanas).

Já agora, é anónimo (adorei o querido!), se bem que tenha dias (sem dança) em que o J.A. me confere alguma identidade.

Dança dos Dias disse...

Um elefante na minha loja de porcelanas? Ai que amoroso! Ai que emoção que não sei se aguento!

Querido J.A., não fosse o meu mau português, não fosse a existência da dita namorada (a minha), pedia o meu querido em casamento. Oh que tristeza...

Anónimo disse...

Faltou somente a minha querida indicar o principal impedimento: o facto de eu ser caucasiano :)

Como nos resta a amizade e afastada que está qualquer conotação sexual, permito-me desta feita despedir-me com um beijo.

J.A.