segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Ainda hoje,

fui a casa dela.
Fez cara feia e disse-me com ar acusador:  "Estás magra como uma cadela.".
Às vezes, também diz que não percebe porque é que raramente a visito.



Mãezinha querida, perdoa, mas ainda não é desta que aceito o teu pedido de amizade no facebook.

3 comentários:

Observador disse...

Mas até há cadelas bem gorduchas, DD.

É realmente uma frase infeliz.

Bj

Dança dos Dias disse...

Acredita, A., não me parece que seja a frase a infeliz.

Anónimo disse...

Dava tudo para que a tua mãe me dissesse que estava magro como um cão.
Era sinal que tinha conseguido inverter a perigosa tendência de estar a ficar gordo como um texugo.

"Always look on the bride side of life"

J.A.