sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Lembro-me de forma clara que naquela noite choveu sem cessar. O mesmo aconteceu em todos os dias e noites que se lhe seguiram. E a rua deserta era um cemitério velado por candeeiros enterrados na neblina.

2 comentários:

Anónimo disse...

E era clara essa noite de que te lembras de forma clara porque me lembro claramente de te seguir todos os dias e noites que se seguiram. A rua não estava deserta pois era eu o cemitério velado por candeeiros que a aclarava.

J.A.

dEUsA disse...

Minha querida... espero que estejas bem...
Que tenhas tido um Feliz Natal, rodeada de amor e sorrisos!
Beijinhos